CATÓLICA DE FEIRA

A Faculdade Católica de Feira de Santana (FCFS) , com nome de fantasia: Católica de Feira é uma Instituição de Ensino Superior (IES), uma sociedade civil de direito privado, com fins educacionais, sem fins lucrativos e econômicos, regida pela Legislação específica em vigor, tendo como mantenedora a Mitra Arquidiocesana de Feira de Feira de Santana (Arquidiocese de Feira de Santana), também regida pelo Estatuto Social da Mantenedora e pelo seu próprio Regimento Geral.
A Católica de Feira é inscrita no CNPJ . 16.260.762/0054-79, credenciada pela portaria MEC/SESU, n o . 429 de 29/04/2015; D.O.U., de 30 de abril de 2015, com o seu campus sede na Av. Dom Jackson Berenguer Prado, 001, bairro Papagaio, CEP: 44059-850, Feira de Santana-BA.

Missão

Educar, tendo como referência permanente os valores éticos, a fim de formar pessoas que possam contribuir, decididamente, na transformação da sociedade contemporânea, com mais solidariedade, justiça e humanidade.

Visão

Pretende ser uma IES de referência em Feira de Santana e região, no que se refere à formação na área do saber filosófico e da ciência teológica, assim como de outras áreas das humanas, assumindo os princípios cristãos em todos os níveis e espaços de sua atuação.

Valores

– Amor à verdade
– Diálogo fé e razão
– Fidelidade ao Evangelho de Jesus Cristo e ao Magistério da Igreja Católica
– Diálogo intercultural, interdisciplinar, ecumênico e inter-religioso
– Humanismo cristão
– Compromisso ético e social
– Defesa dos direitos humanos e responsabilidade sócio-política e socioambiental

Nossa História

Tradição em educação de qualidade a serviço da sociedade, Instituição de Ensino Superior (IES) inicialmente denominada Faculdade Arquidiocesana de Feira de Santana. Foi inaugurada em 06 de março de 2004, iniciando suas atividades com a oferta do curso livre de bacharelado em Teologia, voltado para a formação de candidatos ao sacerdócio católico (presbíteros ou padres) e leigos interessados em atuar na ação pastoral e missionária da Igreja católica, em consonância com os princípios e valores observados pela Igreja católica, suas diretrizes educacionais e, em perfeita observância da legislação da educação do Brasil. Depois de 10 anos de existência, a Católica de Feira abre-se a todos os públicos através dos seus cursos de graduação de licenciatura em Filosofia, bacharelado em Teologia e pós-graduação autorizados pelo MEC, investindo na formação de profissionais qualificados para o mercado de trabalho e na formação da pessoa, em todas as suas dimensões, para o exercício pleno da cidadania. 

A Católica de Feira insere-se na longa tradição da Igreja Católica Apostólica Romana no campo da educação, que com esta atividade tem contribuído bastante para o bem das pessoas e das comunidades onde quer que se encontre. Em cada lugar do mundo é possível encontrar uma faculdade ou universidade católica sempre reconhecida pela seriedade e responsabilidade com as quais conduzem o processo educativo, muito mais do que ensinar uma profissão e formar pessoas, profissionais qualificados principalmente com valores éticos, para atuarem no mercado de trabalho.

A Católica de Feira, à semelhança das demais instituições de ensino católico no mundo, na sua fundamentação, pretende colocar em prática a missão da Igreja no campo da educação. A missão da Igreja Católica no campo educacional se traduz, concretamente, no propósito de “promover uma cultura mais profunda e formar os estudantes, de modo a que se tornem homens e mulheres de grande saber, preparados para enfrentar tarefas de maior responsabilidade na sociedade e para serem no mundo testemunhas da fé [cristã]” (Concílio Vaticano II, Declaração Gravissimum Educationis, 10). 

Ao longo da sua existência, a Arquidiocese de Feira de Santana sempre teve uma preocupação com a formação dos presbíteros e diáconos, bem como das demais lideranças. Na gestão de Dom Jackson Berenguer Prado (1962 – 1971), primeiro bispo da então Diocese de Feira de Santana, foram criados centros de pastoral para a formação do laicato. Com Dom Silvério Jarbas Paulo Albuquerque (1973 – 1995), segundo bispo da então Diocese de Feira, incrementou-se a obra pelas vocações presbiterais e diaconais, contribuindo, decisivamente, para a formação de um Clero nativo. No governo de Dom Silvério ganhou fôlego a ideia de trazer o centro de formação dos futuros presbíteros da então Diocese de Feira de Santana para a cidade de Feira. Todavia, esse projeto somente se concretizou a partir de Dom Itamar Vian (1995 – 2015), terceiro bispo da Diocese de Feira, o qual contou com o apoio dos bispos das Dioceses da Província Eclesiástica de Feira de Santana, criada pelo Papa João Paulo II em 16/01/2002. 

A Província Eclesiástica é um modo de organização canônica, territorial e pastoral, da Igreja Católica Apostólica Romana, para facilitar a organização eclesial e pastoral de uma determinada região a partir do agrupamento de várias Dioceses, denominadas de sufragâneas, com base em critérios geográficos e pastorais comuns. A Província Eclesiástica de Feira é presidida pela Arquidiocese de Feira de Santana na pessoa do Arcebispo denominado de Metropolita e tem como sua sede a mesma sede da Arquidiocese de Feira de Santana, que é a cidade de Feira de Santana. É composta pelas Dioceses de Barra, Barreiras, Senhor do Bonfim, Irecê, Juazeiro da Bahia, Paulo Afonso, Ruy Barbosa e Serrinha. Além do apoio dos Bispos da Província Eclesiástica, Dom Itamar Vian também contou com o apoio da Nunciatura Apostólica no Brasil (Embaixada da Santa Sé no Brasil) e do Papa João Paulo II. 

Com a criação da Província Eclesiástica, o projeto de construção da Faculdade Católica foi aos poucos se consolidando, tendo a colaboração dos fiéis das Paróquias da Arquidiocese de Feira de Santana e de outras organizações ad intra ed extra Arquidiocese. Em seguida, concretizou-se a construção das específicas Casas de Formação dos Seminaristas. O primeiro foi o Seminário Maior Santana Mestra, o qual, até então, era situado em Salvador. Depois, as Dioceses sufragâneas, que compõem a Província Eclesiástica, abriram Casas de Formação dos seus futuros presbíteros em Feira de Santana. Após 8 anos de atividades, com um corpo docente organizado e uma infraestrutura adequada, consolidada, especialmente no que se refere à biblioteca, os bispos da Província Eclesiástica e a Diretoria da Católica de Feira, depois de várias reuniões e discussões, sobre o assunto, decidiram que a Faculdade poderia prestar um grande serviço não só à Igreja católica, mas à Sociedade a partir da criação de outros curso de graduação, pós-graduação e de extensão afinados com a missão da própria Igreja, oferecendo uma sólida formação profissional de base cristã e humanística para todos os que se interessarem pelas áreas do saber filosófico, teológico, humanísticos e afins. 

Em 2011, foi autorizado pelo Conselho de Presbíteros da Arquidiocese de Feira, a emancipação do nome de Faculdade Arquidiocesana de Feira de Santana para Faculdade Católica de Feira de Santana. Em 2012 foi requerido junto ao Ministério da Educação e Cultura (MEC) o credenciamento da Instituição e a autorização de seus cursos de Filosofia, Teologia e de Administração. Em abril de 2015, a Católica de Feira foi credenciada e em junho deste mesmo ano teve os seus cursos de licenciatura em Filosofia, bacharelado em Teologia e bacharelado em Administração autorizados pelo MEC. A partir desta habilitação legal, a Católica de Feira pauta-se pelo objetivo de formar profissionais qualificados no seu campo específico de trabalho; capazes de se adaptarem às exigências que emergem do mercado de trabalho e de responderem às demandas, sempre novas, advindas do contexto sócio, cultural e econômico. Entretanto, tal objetivo não se resume a formar apenas profissionais capacitados, mas, sobretudo, a educar e formar cidadãos, por meio da geração e da partilha do saber, a partir dos valores éticos e princípios humanos, como a dignidade, a liberdade, o respeito, a solidariedade e a responsabilidade, com a finalidade de serem pessoas críticas, criativas, responsáveis e capazes de incidir e de contribuir na construção de uma sociedade mais humana, justa e solidária. 

A Católica de Feira encontra seu fundamento institucional na tradição cristã e nos ensinamentos da Igreja católica. É a partir deste referencial que ela ambiciona ser uma Instituição de Ensino Superior de referência para a formação filosófica, teológica e humanística, em todos os níveis e espaços de sua atuação, aberta aos interessados que desejam construir e solidificar seus conhecimentos nestas áreas do saber humano.

A Católica de Feira tem dado uma atenção, desde 2015, quando foi lançada a Encíclica da Ecologia Laudato Si do Papa Francisco e a Agenda 2030 das Nações Unidas, no sentido de contribuir com a Educação para o Desenvolvimento Sustentável, visando uma Ecologia Integral, e para isso lançou, em parceria, no início de 2020, o Programa Nossa Faculdade Sustentável.

© 2015 Faculdade Católica de Feira de Santana – Todos os Direitos Reservados.